Ir para conteúdo

Sejamos prudentes

Há mistérios que o vosso Santo Evangelho não narra. E entre eles eu gostaria de saber se me engano ao supor que essa vossa terceira queda foi feita, meu Senhor, para expiar e salvar as almas dos prudentes.

A prudência é a virtude pela qual escolhemos os meios adequados para obter o fim que temos em vista. Assim, os grandes atos de heroísmo podem ser tão prudentes quanto os recuos estratégicos. Se o fim é vencer, em noventa por cento dos casos é mais prudente avançar do que recuar. Não é outra a virtude evangélica da prudência.

Entretanto… entende-se que a prudência é só a arte de recuar. E, assim, o recuo sistemático e metódico passou a ser a única atitude reconhecida como prudente por muitos de vossos amigos, meu Senhor.

E por isto se recua muito… A realização de uma grande obra para vossa glória está muito penosa? Recua-se por prudência. A santificação está muito dura? A escalada na virtude multiplica as lutas em vez de as aquietar? Recua-se para os pântanos da mediocridade, para evitar, por prudência, grandes catástrofes. A saúde periclita? Abandona-se, por prudência, todo ou quase todo apostolado, mediocriza-se a vida interior, e transforma-se o repouso no supremo ideal da vida, porque a vida foi feita, antes de tudo, para ser longa. Viver muito passa a ser o ideal, em vez de viver bem. O elogio já não seria como o da Escritura: “Em uma curta vida percorreu uma longa carreira” (Sab. IV, 13). Seria, pelo contrário, “teve longa vida, para o que teve a sabedoria de renunciar a fazer uma grande carreira nas vias do apostolado e da virtude”. Vidas longas, obras pequenas.

lourdes-el-viacrucis-febrero-2010-085-6E vossa prudência como foi, oh Modelo divino de todas as virtudes? Quantos amigos tendes, que Vos aconselhariam a renunciar quando caístes da primeira vez? Da segunda vez, seriam legião. E vendo-Vos cair pela terceira, quantos Vos não abandonariam escandalizados, achando que éreis temerário, falto de bom senso, que queríeis violar os manifestos desígnios de Deus!

Que esse passo de vossa Paixão nos dê graças, Senhor, para sermos de uma invencível constância no bem, conhecendo perfeitamente o caminho do verdadeiro heroísmo, que pode chegar a seus limites mais extremos e mais sublimes sem jamais se confundir com uma vil e presunçosa temeridade.

Plinio Corrêa de Oliveira

Via Sacra -IX Estação, Jesus cai pela terceira vez
“Catolicismo” Nº 231 – Março de 1970.

Residuum Revertetur

Perfil Oficial

Últimos posts por Residuum Revertetur (exibir todos)

Categorias

Português

Tags

  • José Ribeiro

    Espetacular esse texto do Sr. Dr. Plinio… Fiquei com uma dúvida: os leões do Residuum Revertetur vão recuar por prudência?

    • “Se o fim é vencer, em noventa por cento dos casos é mais prudente avançar do que recuar. Não é outra a virtude evangélica da prudência.”

    • Leonardo

      Já leu o texto inteiro?

    • Paulo Dias

      Avançar sempre, recuar nunca!
      Um leão nunca retrocede, mas fica no seu lugar de guarda, numa espera prudente mas vigilante, para pular acima da sua presa… e a presa sabe que está sendo observada, e que só basta fazer um movimento errado, para o leão pular acima dela.

      Os Leões estamos aguardando…!

    • Ceres de Andrade Paes

      Não devem recuar,pois recuar seria fraquejar nas convicções.Podemos prosseguir ,mas sempre com prudência!

  • juvenal cabral

    O leão na recua.

  • Pedro Morato

    Quanta saudade das atuações leoninas do Senhor Doutor Plínio. Sempre prudente, mas arrojado no levar adiante a batalha. No máximo, mostrava-se prudente no esperar a hora certa, a hora da graça. Contudo nunca recuava, pelo que me lembre. Medo do inimigo, moleza no agir, falta de energia em definir sua posição, isto não era de sua têmpera. Andar pisando em ovos diante do inimigo, jamais! Modelo de Sabedoria na vida e obra.
    Hoje, a escolha do novo modelo de ser católico, promovido e até imposto por Francisco e cia, não nos deve fazer pensar na prudência, sabendo que ele, Francisco, não se deterá até que todos estejam afinados com ele ou colocados na sua black list… Temos assistido essa lição! Há que ser o que somos, o que recebemos de Doutor Plínio, sem desculpa nem disfarces, sem temor nem fraqueza. Definir posição para não se ser obrigado a ceder. Quem o fizer, perderá.

  • Louis

    Impressionante como a inocência viril de Dr. Plinio, tornam suas palavras inerrantes! Em 7000 anos de história os bons sempre foram achatados pelo medo fantasiado de prudência, resignação e outros. Chegou a hora “do verdadeiro heroísmo, que pode chegar a seus limites mais extremos e mais sublimes sem jamais se confundir com uma vil e presunçosa temeridade”. Isso foi a vida toda de Dr. Plinio, que se constata ao ler os volumes do Dom da Sabedoria, escritos por Monsenhor João.

  • Leão de Antioquia

    Esplendidas e proféticas palavras! A Dr. Plinio bem poderíamos aplicar certos elogios das Escrituras: “Todas as palavras de minha boca são justas, nelas nada há de falso nem de tortuoso. São claras para os que as entendem e retas para o que chegou à ciência.” (Prov.8, 8-9)

    • Louis

      L. Antioquia, tem um trecho muito bonito também de São Lucas: “Eu vos darei uma boca e uma sabedoria, à qual não poderão, resistir nem contradizer nenhum de vossos inimigos” (cf. Lc 21, 15).

  • Luiz Morato

    Para ser Arauto do Evangelho no mundo de hoje,para praticar a virtude no mundo de hoje é preciso muita combatividade.Os Arautos são combativos para serem bons no mundo de hoje.Mas faltava aos Arautos denunciar os escândalos dentro da Igreja.Essa denúncia surgiu com esse pessoal ainda desconhecido que fundou o Residuum Revertetur.Eles estão fazendo o que é preciso fazer.Estão sendo prudentes?Claro que estão.Estão seguindo a prudência como ela foi descrita na meditação acima feita pelo Dr.Plínio.Agora que surgiu o Residuum Revertetur nunca mais se poderá voltar atrás.Sempre em frente rumo à grande denúncia que precisa ser feita.

  • Pedro Morato

    A tática dos ‘senhores do mundo’, aconselhados por seus dirigentes malignos, sempre foi de evitar o confronto com o Senhor Doutor Plínio. A ‘prudência’ do recuo perdedor sempre foi deles… e no silêncio, engolindo cada golpe a seco ! De vez em quando, alguma falha deixava transparecer o quanto estavam com a lupa na mão para analisar e tentar prever os golpes do SDP. Por exemplo, um importante livro dele foi visto numa mesa de um escritório no Vaticano…
    E assim, vários outros sinais aconteceram.
    Não se pode ser imprudente e pensar que os Arautos estão fora do raio da lupa. Ela está posta em cima e com que detalhes! O R.Revertetur está igualmente sendo lido com cuidado e atenção. Eles sabem que lidam com filhos do homem sábio, santamente prudente e profeta da Virgem e que nos acompanha e inspira do alto dos Céus. O interessante é que sabem que também nós sabemos… E como disse o SDP, certa vez, como recado: Eu vou fazer a ‘barba, o cabelo e o bigode’ deles de uma vez! [vencer o mesmo adversário em todas as categorias, juvenil, reserva e time principal, no mesmo dia]. Que saibam: o RRevertetur é prudente, mas está sempre na ofensiva. Que aguardem próximos lances que certamente virão!

    • Leão de Antioquia

      Garanto que se eles tivessem controle sobre os escritos de Dr. Plinio, os esconderiam sem nenhum escrúpulo, como fizeram com tantas profecias e revelações durante a História.
      Mas…de nada adiantaria, pois as pedras se levantariam para bradar o que eles tentassem esconder!

  • LionHeart

    Nisto consiste a a prudência dos leões do Sr. Dr. Plinio, em noventa por cento dos casos: avançar e atacar!

    https://uploads.disquscdn.com/images/50b6bf8e176409f76cea94e37ff4ec4c266fe1bf781a4f94238f7f64bb23095f.jpg

  • Paxparabellum

    Doutor Plinio também comentou certa ocasião que, “a virtude da prudência é o acerto no agir”. E se há alguém que acertou em sua vida, agindo em tudo acertadamente foi ele. Jamais cedeu ao mal, mas pelo contrário fez com que esta bela virtude por ele tão praticada, desferisse violentos e mortais golpes na revolução. Portanto se quiserdes sempre acertar, agindo bem e com prudência, imite-o.

  • Juan Antonio Segarra

    ¿Quién describió alguna vez, con esa agudeza, la virtud de la Prudencia? Sin duda, se trata de una consideración originalísima nacida de la alta contemplación y unión mística del Dr. Plinio con Nuestro Señor Jesucristo en ese paso de su Pasión. Y nosotros… ¿a qué esperamos para ponerla en práctica? Mejor dicho… ¿a que ESPERAN algunos para dejar de retroceder?

  • Pedro Morato

    Terminei de ler umas notícias e fiquei desconcertado. Não concebia a ideia de que um papa pudesse ser vulgar no convívio com os bispos e cardeais e surpreendi-me ao saber que Francisco usa de insultos, ameaças pessoais e outras atitudes impensáveis até então.
    No convívio com o Senhor Doutor Plinio isto jamais aconteceu em relação aos membros do grupo. Até mesmo nas duras polêmicas que travou, seu estilo era elevado, nobre, respeitoso na correção e ataque, e mesmo suas ironias eram de alto padrão. Ele demolia o adversário com golpes de florete, com classe e com palavras enérgicas e de eficácia inexorável. Um de seus contendores, um importante cardeal, vigorosamente combatido pelo SDP, chegou a reconhecer a categoria de seu adversário e reverenciá-lo por sua grandeza no agir e no vencer a luta.
    No RRevertetur, procuramos seguir nosso Profeta, mas com quanta coisa ainda a aprender…

  • Maria C Leal

    “Católicos que somos, devemos enfrentar nesta vida as lutas comuns a todos os mortais e, além disto, as que decorrem do serviço de Deus. Mas, ainda que os horizontes pareçam prestes a verter sobre nós um novo dilúvio, ainda que os caminhos se cerrem diante de nós, os precipícios se abram, e a própria terra se abale debaixo de nossos pés, não percamos a confiança: Nossa Senhora superará todos os obstáculos que forem superiores a nossas forças. Enquanto esta confiança não desertar de nosso coração, a vitória será nossa, de nada valerão os ardis de nossos adversários: caminharemos sobre as áspides e os basiliscos e calcaremos aos pés os dragões”.
    Plinio Corrêa de Oliveira, Legionário, N.º 455, 1º de junho de 1941.

  • Lluvia de Fuego

    Como en el ajedrez. Caminar siempre con cuidado y en el momento del ataque, un solo golpe simple y certero.
    Se acabó.

  • Diego Rodriguez

    Es eso mismo! Seamos prudentes. Avanzemos siempre!

%d blogueiros gostam disto: