Ir para conteúdo

Santuário da Virgem da África se abre para homenagear um deus Hindu

2017082514191470507

O Santuário da Virgem da África se abriu o passado dia 27 para receber uma divindade pagã – o deus hindu Ganesh – que foi homenageado com as canções populares. O vigário geral de Ceuta dirigiu um breve discurso à comunidade hindu da cidade espanhola do norte da África.

Ganesh é uma deidade com corpo de menino e cabeça de elefante, adorada como o deus da proteção e boa sorte, que abre caminhos e libera obstáculos.

imagenimagen-de-ganesh-en-ceutaidolatriaceutaganesh20170827190037347401503948959_186534_1503949988_noticia_fotograma

20170827184157211572017082718415361488201708271841458163720170827184133504402017082718412824628201708251419298132920170825141919289172017082514191470507

Informação: actuall.com

Leitor Contra-Revolucionário

Arauto do Evangelho e admirador de Dr. Plinio Corrêa de Oliveira. Leitor de notícias do que outrora chamávamos Igreja...
  • Pedro Roberto Pedro,E.P

    Que coisa horrorosa! A fumaça de satanás entrou até no lugar santo.

  • Pedro Roberto Pedro,E.P

    Sr.Leitor Contra-Revolucionário és mesmo um Arauto do Evangelho?Quem é o senhor?Os posts estão fenomenais mas nós dos Arautos não sabemos quem é o senhor.Pode nos falar?O senhor é um terciário,ex-membro coisa assim?
    Para deixar claro:não sou um eremita de “ábito branco” sou um enjolras de 2 anos e 6 meses de tempo de grupo,uso hábito “bege”,mas,queria informações se não for incomodo ao Residuum Revertetur

    • Louis

      Hum….suspeito…. pergunta melindrosa…

    • Jhon Phillip Sousa

      Se fosse o caso, todos já teriam colocado seu nome próprio.
      E você, de qual sede é?

    • Rubens

      Com essa perguntinha você está mais para Alfonsito que para Arauto.

      • Pedro Roberto Pedro,E.P

        Noossa que horror.Perdão pelo comentário então…

    • Leonardo

      Poderia nos informar mais dados seus?

      • Pedro Roberto Pedro,E.P

        O sr. quer mesmo mais dados ou é brincadeira?

      • Pedro Roberto Pedro,E.P

        Porque este escravo de Maria dá se o senhor não estiver brincando,mas não nos comentários óbvio…O Sr.Dr.Plinio disse que se quizessemos sermos filhos deles teríamos que termos prudencia,logo se eu dissesse coisas deste tipo seria uma imprudencia.

  • Carlos José

    O que diriam os primeiros cristãos diante de uma coisa dessas? Preferiam morrer a cultuar falsos deuses… Mas não é à “Igreja Primitiva” que Bergoglio e seus asseclas querem voltar? E o exemplo de fidelidade e bravura dos primeiros católicos, hein Bergoglio? E a radicalidade face ao paganismo dos cristãos das catacumbas, hein Bergoglio? Sejam coerentes pelo menos, cretinos!

  • Hugo

    Pecado direto contra o Primeiro Mandamento da Lei de Deus. Com o agravante de ser público e notório, portanto escandaloso.

  • Hugo

    Primeiro Mandamento da Lei de Deus

    Livro do Êxodo 20

    “Eu sou o Senhor teu Deus, que te fez sair do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de minha face. Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra. Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor, teu Deus, um Deus zeloso que vingo a iniqüidade dos pais nos filhos, nos netos e nos bisnetos daqueles que me odeiam, mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.”

    Livro do Deuteronômio, 5

    “Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei do Egito, da casa da servidão. Não terás outro deus diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura representando o que quer que seja do que está em cima no céu, ou embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante delas para render-lhes culto, porque eu, o Senhor, teu Deus, sou um Deus zeloso, que castigo a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e a quarta geração daqueles que me odeiam, mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.”

    —————————————————

    Lembrando que a proibição de fazer imagens era justamente porque não se sabia como era o rosto de Deus, e representavam a divindade com base no ‘achismo’ ou até mesmo inspiração diabólica, retratando animais e monstros (“Todos os deuses dos gentios são demônios”, Sl 95,5).
    Depois da vinda de Cristo nós passamos a conhecer o rosto de Deus, e passou-se a poder representá-lo sem problemas.
    E por isso mesmo, carregar um deus pagão numa igreja católica é pecado contra o Primeiro Mandamento, e também apostasia e negação da Revelação. Na época dos mártires, bastava queimar incenso para um ídolo para ser configurada a apostasia…

    .

  • LEAO DA PAZ

    Daqui a pouco teremos no Brasil, em nossas igrejas, imagens de jemanjá, ogun etc.
    Não foi nessa igreja que eu nasci, fui batizado, crismado, fiz a primeira comunhão, casei-me… e não será nela que receberei a extrema-unção.

  • Ceres de Andrade Paes

    São pessoas carentes do Amor do verdadeiro Deus!

  • jose miguel

    Leão da Paz é isso mesmo. “Daqui a pouco teremos no Brasil, em nossas igrejas, imagens de jemanjá, ogun etc”. Este é só um avant-première desta trágica opereta

    bergogliana. Sua reforma na igreja tem em vista introduzir o sincretismo fanático religioso total.
    Assim Nosso Senhor Jesus Cristo vai ser um mais no panteão de deuses… o seja assitimos à fundacao de uma seita cismática…

  • Leonardo

    Caro Sr. André Garcia:
    Salve Maria!
    Quanto tempo!!
    Esta seção, geralmente, é dedicada á publicação de notícias, sem comentários, que fundamentam e dão continuidade ao nosso manifesto-denúncia. Daí seu nome: “o que outrora chamávamos Igreja”. Aquilo que o senhor pede está suficientemente exposto no mencionado texto.
    Já nossa linha editorial e de pensamento poderá encontrar nos artigos da redação e em vários dos escritos dos nossos colaboradores. Sonoros rugidos, ainda terá ocasião de ouvi-los.
    Esperamos que esta página possa reacordar seu “thau” e a admiração pela verdadeiro espírito do Sr. Dr. Plinio.
    Orações.

  • Luiz Morato

    As dúvidas do Pedro Roberto Pedro se devem ao aviso do Pe.Hamilton sobre o Manifesto Denúncia.Ainda encontro
    amigos nos Arautos,que têm reticências sobre esse site.Eles ainda não se deram conta que se não fosse a reação do Residuum Revertetur, a perseguição aos Arautos seria muito mais agressiva do que tem sido.

  • PMROliveira

    Quando os esquerdo-progressistas, os teólogos da libertação ou os da morte de Deus, resolvem perseguir os bons, uma formiguinha se torna um dragão. O que, por ex., os mal-intencionados alegaram contra os Arautos, e que não era em nada contrário à doutrina católica, para os embusteiros se tornava algo inaceitável.

    Um padre católico recebe no recinto sagrado da Igreja um espantoso deus pagão [visivelmente, na expressão da fisionomia e do corpo] em flagrante violação da fé católica, como se isto não fosse um ato de apostasia, pelo próprio fato. E para nós católicos, o deus pagão representa uma superstição: o deus é o da boa sorte, que abre caminhos e libera obstáculos… Não soa a algo de horóscopo, videntes e pitonisas? Não é o Deus Verdadeiro.

  • Andre F. Falleiro Garcia

    Salve Maria!
    Agradeço a diplomática resposta do moderador do blog que se apresenta como Leonardo. Embora dê a entender que me conhece pessoalmente ao dizer “Quanto tempo!!”, não me lembro entretanto de nenhuma pessoa com esse nome que faça parte dos quadros dos Arautos ou Dissidentes da TFP. Feita essa ponderação, retribuo à cortesia do tratamento e também lhe respondo “Quanto tempo!!”.
    .
    Sem dúvida essa coluna do blog RR em geral publica notícias sem manifestar opinião. Não obstante, ao publicar “Ecumenismo selvagem ou catolicismo pagão?”, fê-lo com uma nota introdutória na qual manifestou opinião. Por isso, é compreensível que ao ler a notícia da entrada do andor do deus pagão Ganesh no santuário marial na Índia, fato que agride com violência o “sensus fidei”, eu tenha sentido a falta dos rugidos leoninos – que me permitiram conjeturar uma auspiciosa ressurreição do “thau” contra-revolucionário num veio dos Arautos, nos que afinal voltam à luta, mesmo que seja com a viseira abaixada por conveniência de momento.
    .
    Conforme indicou o moderador, fui ao manifesto-denúncia, que é verdadeiramente impactante, mas no tocante ao ponto preciso que indiquei – o ecumenismo e declaração sobre a liberdade religiosa –, apenas consigna que o novo movimento fundado pelo Mons. João Clá tem “raízes profundas nas interpretações autênticas da doutrina e nas tendências boas do Concílio Vaticano II”. Ou seja, pretende que o Concílio possui boa doutrina se dele se fizer correta hermenêutica, e que seus frutos são bons na medida em que haja fidelidade ao verdadeiro espírito conciliar. E isso é corroborado pelo comentário introdutório à notícia sobre o ecumenismo selvagem que referi acima, o qual afirma: “O prudente teólogo católico sabe discernir as ‘sementes do verbo’ em outras religiões e a partir delas empreender um diálogo sadio”.
    .
    Também o moderador ressaltou a importância da “admiração pelo verdadeiro espírito do Sr. Dr. Plinio”. Ora, em nenhum lugar da “opera magna” de Plinio Corrêa de Oliveira pode ser encontrado o reconhecimento da existência de sementes do Verbo em outras religiões para encetar o “diálogo sadio” com elas. Pelo contrário, um dos livros que escreveu, “Baldeação Ideológica Inadvertida e Diálogo”, é o contrário disso, pois apresenta cabal e corajosa denúncia do nefasto “diálogo” irênico, hegeliano e relativista que Paulo VI consagrou na Encíclica “Ecclesiam Suam”. Por outro lado, também não se vê na obra pliniana a contínua louvação do Concílio que é característica dos progressistas. Pelo contrario, na Parte Terceira de sua obra fundamental, “Revolução e Contra-Revolução”, as palavras referentes ao Concílio não são elogiosas.
    .
    Confesso que fiquei um tanto decepcionado pela esquiva resposta do moderador – pois meu comentário não teve intenção polêmica, e sim, o intuito de dar ensejo para reouvir os rugidos dos leões que acordaram, desta vez em matéria tão importante e verdadeiramente fundamental, como os dois pontos do Concílio que são absolutamente inaceitáveis. Coloco-me, sem embargo, em atitude de espera positiva. Volto também minhas esperanças para o Reino de Maria, exclamando como São Luís Grignion de Montfort: “Expectans expectati” (Sl. 39, 2-4).
    .
    Oremus ad invicem.

    • Leonardo

      Salve Maria Sr. André!
      Antes de mais nada, obrigado por sua circunstanciada e respeitosa resposta. Quero esclarecer com sinceridade que não houve da minha parte ao responder nenhuma intenção de cutucar, mas só de conversarmos, como deve ser o normal entre aqueles que compartilham um ideal. Tentaremos ir por partes.
      Embora não conheci pessoalmente o senhor, o “quanto tempo” foi pelas saudades que a sua passagem por este blog despertou na alma, não só de mim, mas de todos os que nos lembramos de quando o senhor tocava velho harmónio no São Bento, das antigas cerimônias, etc. Bons tempos aqueles em que o thau brilhava em nossas almas iluminado por uma mesma luz.
      Quanto à questão das seções da página, distinga sempre pelo autor. O “Leitor contra-revolucionário” é alguém que faz um simples papel de Comissão de leitores, ou seja, seleciona notícias de interesse para nosso público, relacionadas com aquilo que levou-nos a fundar este iniciativa, e as coloca sem maiores comentários. Como somos brasileiros, esta norma aceita suas exceções, claro…
      Já o artigo ao qual o senhor faz referência é de Bruno Lanteri, que além de fundador das Amicizie é nosso colaborador. Neste casos, respeitamos as linhas de cada escritor, desde que se mantenham nos critérios editoriais de nosso blog. Leve também em consideração que estamos começando. A página ainda irá evoluir e crescer muito, e novidades deliciosas haverá conforme avancem certos acontecimentos.
      Quanto á expressão usado por Bruno Lanteri, “sementes do Verbo” (logoi spermatikoi), ela já foi utilizada pelos Padres da Igreja, entre eles São Justino, e não vemos nada de reprovável nela, em si, por mais que possa ter sido usada de forma inadequada por autores progressistas. Com quantas coisas fizeram isto, misturando de forma promíscua coisas excelentes, boas, neutras e reprováveis, com péssima intenção. Já o próprio Dr. Plinio disse isso quando explicava a tática progressista na época do “Em defesa”. Talvez o próprio autor anime-se a responder com mais detalhe. Lembre que Dr. Plinio, já nos idos de 50, ensinava que existem dois extremos, a verdadeira religião católica e gnosticismo. Todas as gamas entre estes dois, tomam elementos de ambos extremos e, logicamente, configuram uma religião falsa. Penso que foi nesse sentido que Bruno Lanteri quis usar a expressão. Lembre também como ele se referia aos braços abertos da imagem do Sagrado Coração de Jesus, que coroava a torre do santuário do mesmo nome em São Paulo, como a imagem de um verdadeiro ecumenismo, ou seja, aquele que visa levar todos “ao pleno conhecimento de Verdade” de que nos fala o Apóstolo.
      A referência ao Concílio Vaticano II é muito simples. Sem certas “portas” abertas por esta assembleia, nunca teria sido possível a entrada da obra do Sr. Dr. Plinio dentro da Igreja, como aconteceu com os Arautos, ainda como movimento leigo, entre os anos 1999 e 2001. Descuide… e mantenha sua atitude de espera positiva. Garanto que terá agradáveis surpresas.
      Atentamente, unidos na oração.

    • Leonardo

      Nosso bom Bruno Lanteri animou-se a responder:
      https://residuumrevertetur.com/2017/08/31/um-sereno-dialogo-sobre-o-dialogo/

  • COSTA CABRAL

    Será por falta de hospicios que esse vigario foi colocado no Santuário? Que o Anjo do continente Africano em honra e por amor a Santíssima Virgem da África, que transpasse uma espada de fogo na cabeça do maldito vigario.

  • Lev Orlov

    Ótimo! Pelo menos já estão escolhendo de que lado vão ficar!

  • Pingback: Bispo que promove o caos, com ares de “conservador” - Residuum Revertetur - "O resto que voltará"()

%d blogueiros gostam disto: