Ir para conteúdo

“Eu sei que estou me opondo aos planos de Deus!”

Passaram-se sete dias desde a realização do último primeiro sábado na Catedral da Sé, em São Paulo, e os leitores que acompanham os artigos do Residuum Revertetur ainda se perguntam sobre a real interpretação dos fatos que ali se deram.

Estamos todos ainda nos recuperando de uma grande surpresa. E, aturdidos, demoramos um pouco para ordenar as nossas impressões e ideias consequentes, que resultaram numa conclusão: “Deus está ao nosso lado!”

Alguns jovens arautos, revestidos de seu característico hábito, preparavam a celebração na sacristia da Sé e conversavam animadamente na expectativa da recepção de uma personalidade eclesiástica que ali se apresentaria em breve para presidir a cerimônia.

Até que um jovial senhor entrou no recinto, discreto e observador. Seu estilo era despojado: mochila nas costas, o colarinho da camisa social ventilado e um chapéu golfista conferiam-lhe uma apresentação, ao mesmo tempo, risonha e arcaica.

O falatório continuou, até que a figura tocou nos paramentos:

– É o bispo?! – disse um dos rapazes.

– É o bispo! – responderam outros.

– Ajude-o! – concluiu o responsável.

Dom Sérgio de Deus, Bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, começou a se paramentar assistido pelos acólitos. Repostos da agitação decorrente do inesperado encontro, os sacristães presentes analisaram o ar enigmático que envolvia o prelado. Questionavam-se por que motivo não teria ele comparecido à Catedral revestido segundo sua dignidade episcopal: para disfarçar? por falsa humildade? por despojamento virtuoso? Inevitáveis perguntas…

Em sua homilia, Dom Sérgio definiu o precursor de Jesus Cristo: “um homem providencial, não entendido em sua época”. É por essa razão que fomos surpreendidos! Foi forçoso pensar que o celebrante, um dos supostos visitadores apostólicos, é dotado de uma grande capacidade de entender a nossa instituição.

E a cada palavra pronunciada, nosso assombro aumentava… Também afirmou que os poderosos perseguiam São João Batista, figura profética e incompreendida, porque ele pregava a Verdade, que era Cristo! Logo, enquanto filhos do Dr. Plínio Corrêa de Oliveira, sentimo-nos interpretados em tais considerações.

E já tomados de alguma admiração, ainda ouvimos: “os profetas são perseguidos…” Não houve como evitar o pasmo diante do pregador, que em face da perspectiva ainda incipiente da inquisição farisaica, fora antes objeto de nossa antipatia.

Concluímos, pois, que o personagem compreende melhor do que pensávamos o caráter profético da obra que supostamente visita. E assim como Herodes sentia temor ao perseguir São João Batista “sabendo que era um homem justo e santo” (Mc 6, 20), perguntamo-nos: os visitadores reconhecerão a missão providencial desta obra, seja por temor de contradizer a Deus, seja por receio da multidão? Ou terminarão, talvez, por lhe “cortar a cabeça” obedecendo às suas paixões e instigados por uma nova Herodíades? Não sabemos, mas cada vez fica mais claro: eles começam a se dar conta de que, se nos perseguirem, estarão se levantando contra o próprio Deus…

Categorias

Português

Tags

  • Luís Antoniello

    Excelente artigo! Estamos, de alguma forma, revivendo a perseguição que os maus moveram contra Jesus Cristo e aqueles que o pregavam. Só que agora o Sinédrio que se prepare…

  • Alexandre Sand

    Conta-se que após a morte do Papa João Paulo II um eclesiástico (linha Teologia da Libertação), muito preocupado, teria feito o seguinte comentário:

    “É… se elegerem o Cardeal Ratzinger como Papa, a Igreja dará um tiro no próprio pé…”

    Parafraseando a afirmação do nosso progressista, bem poderíamos dizer:

    “Se perseguirem, coarctarem ou condenarem os Arautos do Evangelho, aquilo “que outrora chamávamos Igreja”, vai dar um tiro de escopeta na própria cabeça…

    Valerá a pena os TL correrem esse risco?

    • Cathy Pam

      Não se se estou certa mas fico aqui torcendo para que os TL’s corram sim este risco, daí eles sim é que levarão o tiro de escopeta na cabeça. Mas imagino que as profecias de Nossa Senhora de La Sallete tenham que se cumprir e isso que outrora chamávamos Igreja vai virar pó para dar lugar a Verdadeira Igreja de NSJCristo. Que assim seja e que nós nos mantenhamos em pé até o dia em que o Imaculado Coração Triunfará!! Mantenham suas velas bentas bem acessíveis!

  • V.Vocacionado

    Esse bispo está claramente favorável

    • Luiz Eduardo

      Será?🤔

    • Cathy Pam

      Que alegria!! E estou certa que há de existirem muitos mais como este bispo que não está cegado pela fumaça de satanás!! Arautos, vamos mostrar ao mundo como Nosso Senhor Jesus Cristo deve que ser adorado, glorificado, reverenciado e respeitado! E como Sua Mãe Santíssima e Imaculada deve ser amada e venerada!! Vamos vigiar nossa Santa Igreja Católica como leoas que acabaram de parir os filhotes e urrar ao menor sinal de sacrilégios e heresias contra NSJCristo!

  • Juan Vargas

    Esse D. Sérgio de Deus, se é visitador, é muito pouco versado… Tirou o mestrado em Direito Canônico aqui, em Roma, mas não conseguiu o doutorado… nem tentou! Está tentando na Argentina… porque?

    Estudou com os luteranos… Não achou nada melhor? Será que gosta da pedagogia de Lutero: “peca, e quanto mais melhor!” – “peca fortiter”?

    Na época de Nosso Senhor, entre os fariseus tinha os “canonistas da época”, os “escribas” que se ajuntaram com os “príncipes dos sacerdotes” (os “cardeais da época”) para matar Jesus: “os príncipes dos sacerdotes e os escribas procuravam maneira de se apoderarem de Jesus à traição para Lhe darem a morte” nos conta S. Marcos.

    No Horto das Oliveiras apresentaram-se uma multidão de capangas “com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes, pelos escribas e os anciãos”. E levaram ao Cordeiro Imaculado, o Leão de Judá, à “presença do sumo sacerdote, onde se reuniram todos os príncipes dos sacerdotes, os anciãos e os escribas”.

    E depois, de manhãzinha “os príncipes dos sacerdotes reuniram-se em conselho, com os anciãos e os escribas e todo o Sinédrio. Depois de terem manietado Jesus, foram entregá-l’O a Pilatos”, para que Jesus fosse o Cordeiro Imolado que realizou a Redenção do mundo pecador.

    É o que fazem todos os “escribas” de todos os tempos: reúnem-se ocultamente, perseguem os profetas, prendem e entregam a Pilatos… Sabendo que estão se opondo aos planos de Deus!! E com vestes sacerdotais!! (ao menos quando celebra, que parece que na rua anda como um qualquer despido de sua sagrada missão).

    Será que esse D. Sérgio quer fazer o mesmo, como os escribas fizeram?

    Eis a razão profunda: “Entrando no templo, Jesus começou a expulsar os que ali estavam vendendo e comprando. Pôs-se a ensinar e dizia-lhes: “Não está escrito que a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos? Vós, porém, fizestes dela um antro de ladrões”. Os sumos sacerdotes e os escribas ouviram isso e procuravam um modo de matá-lo.”

    Sabe porque queriam matá-lo, mas o não faziam durante o dia, à luz, mas trabalhavam nas trevas? Ainda é S. Marcos quem conta: ” Tinham medo de Jesus, pois a multidão estava maravilhada com o ensinamento dele”.

    Tinham medo do Leão de Judá!! O Vencedor eterno!!

    Nas vésperas da traição (certamente na segunda ou terça feira, da Semana Santa) eles forjaram o caso da “mulher adúltera”, e Jesus dispersou “os escribas e fariseus” porque Ele escreveu na terra todos os pecados ocultos desses “escribas e fariseus”, todas as heresias, as “leis” erradas que eles inventaram… É o que fazia Dr. Plinio com seus manifestos: ostopolitik vaticana (atualmente Parolin), infiltração na Igreja (Em Defesa da Ação Católica, IDOC, Grupos Proféticos…), D. Helder…

    Adiante os leões! Não tenhais medo dos fariseus “escribas e príncipes dos sacerdotes”, que suas abominações estão ficando desmascaradas: Pell, Coccopalmiero, Maradiaga, bispo de Caicó, bispo O’Brien, superior dos jesuitas Sousa… todos protegidos pelo “segurança de boite noturna”, chamado Francisco!!

  • José Ribeiro

    Quem tem compromisso com a verdade e conhece os Arautos, percebe na hora que é uma obra inspirada pelo Espírito Santo.

  • Maria Sá Pires

    O que interessa na vida de um cristão é ser coerente .O facto de uma indumentária mais Soft não significa vida dupla….vale mais ser do que parecer.Ser implica veracidade dos valores deixados por Cristo.Não é a roupagem que confere ser Evangelho.
    Aos arautos ,os meus agradecimentos por esta reflexão.
    Maria

    • Bagarre Victoria

      Sra Maria Sá Pires,
      Vou comentar isso com a Rainha da Inglaterra, com o sacerdote que pedia a benção nestes dias, pois descobri que era padre pela batina.
      Talvez Nsra devia ter uma conversa com a sra antes de se apresentar trajada como Mãe e Rainha em suas varias aparições.
      E pelo que consta coerência também é na aparência, ou melhor, o interior refletido no seu exterior.
      É um conjunto harmônico e não farisaico, no qual o exterior e interior se consoam totalmente.
      Isso é integridade e coerência.
      Obrigado por dar a oportunidade de esclarecer.
      P.S.
      Isso diz o dicionário
      coerência – substantivo feminino
      1. qualidade, condição ou estado de coerente.
      2. ligação, nexo ou harmonia entre dois fatos ou duas ideias; relação harmônica, conexão.
      3. congruência, harmonia de uma coisa com o fim a que se destina.
      4. uniformidade no proceder, igualdade de ânimo.
      5. est propriedade de critério que assegura a não adoção de decisões baseadas em incertezas e cujas consequências são nitidamente indesejáveis.

      • Cathy Pam

        Estou totalmente de acordo com sua posição Sr. ou Sra. Bargarre Victória!! Falou muito bem! Basta de não valorizar a tradição da Santa Igreja Católica! Padre tem que vestir batina e ponto!

    • Cathy Pam

      Perdoe-me d. Maria, mas não concordo com a senhora! A indumentária tem muito a dizer sobre a pessoa sim. Faz parte da pessoa religiosa vestir-se como tal para a maior glória de Deus! Gostaria que todos os padres e religiosos seguissem o belo exemplo dos Arautos do Evangelho, tão admirados pelo hábito que vestem!!

  • Carlos José

    Só para lembrar aos nossos visitadores (pseudos e/ou futuros) que não iremos nos entregar covardemente para a guilhotina como os nobres decadentes da Revolução Francesa… Nossa vocação é de LEÃO! Se intentam obedecer Herodíades, preparem-se para nossas garras afiadíssimas e nossos rugidos ferozes!

  • Luiz Morato

    O Alfonso deve estar perplexo ao ver que os visitadores deram plena razão aos Arautos.E não podia ser de outro modo pois os Arautos são os mais católicos entre os católicos.

  • LEAO DA PAZ

    Interessante… será que o leão despertado voltará a dormir se o Vaticano deixar ele levar uma vida tranquila na jaula? Espero que não.

  • Alexandre Sand

    É Maria… se fosse só o problema da indumentária…
    Não deixe de acompanhar o blog, pois a senhora ainda vai conhecer muitas novidades…

  • Francis JS

    É sabido que de acordo com os cânones e pelo voto de obediência que o sacerdote faz, o uso da batina é obrigatório e sua não observância É UMA DESOBEDIÊNCIA a Santa Sé. Todavia, conta com as benesses da CNBB.

%d blogueiros gostam disto: